Raras são as informações partidas da Venezuela sobre a INTERVENÇÃO AMERICANA para BARRAR o GOLPE E A CONSOLIDAÇÃO da”ditadura” de Maduro e do Chavismo.  Como os “DITADORES” fecharam jornais, redes de TV e passaram a controlar as redes sociais, o que “vasa” chega por canais dos grupos do Facebook  em um dos quais o Cristalvox é membro.
Bastou o Embaixador dos Estados Unidos em Caracas entregar o “despacho” da Casa Branca, que às pressas Nicolas Maduros “acordou” todos os juízes da Corte Suprema. Chamou-os à Palácio e “determinou”,  “borrado” é claro,  que todas as decisões do Tribunal Judicial em relação a supressão das prerrogativas dos deputados fossem anuladas e que a Assembléia Nacional voltasse a ter plenos poderes constitucionais.

 

O que a correspondência de Donald Trump dizia nunca será revelado. Certamente era acompanhada de fotografias de um dos porta-aviões nucleares da Quarta Frota que está ancorado no Caribe. 15 minutos são suficientes para que de mais de 100 aeronaves F19 e F25 alcancem o território venezuelano.
Hugo Chaves e Nicolas Maduro pintaram e bordaram. Jogaram a Venezuela na lama.  A América está prestes a testemunhar outra ação bélica aos moldes da praticada no Panamá, quando Jorge Bush catapultou Manuel Noriega do Poder,  em 1989.
Apenas 15 minutos separam as “fanfarronices” de Maduro do mundo real. É o tempo de um F25 acertar em cheio o Palácio de Miraflores. Os Sukois Russos não sairão do chão.
A invasão do Panamá foi uma operação militar realizada pelo exército dos Estados Unidos, durante a administração do presidente George H. W. Bush, em 20 de dezembro de 1989[5] com o objetivo de capturar o General e ditador panamenho Manuel Noriega, que atuava Comandante-em-Chefe das Forças de Defesa da República do Panamá, que foi exigido pela justiça estadunidense acusado de tráfico de drogas. A operação foi denominada Operation Just Cause (Operação Justa Causa) pelo comando militar dos Estados Unidos
Quarta Frota: A Quarta Frota dos Estados Unidos (U.S. 4th Fleet) é uma divisão da Marinha dos Estados Unidos da América responsável por operações no Atlântico Sul, atuando como um componente do Comando do Sul e atualmente é comandada pelo almirante George W. Ballance[1]. O Comando da Quarta Frota encontra-se na Base Naval de Mayport, em Jacksonville, Florida[2] e é responsável pela operação de cerca de 15 mil homens, e duas dúzias de navios, e aeronaves embarcadas da marinha estadunidense atuantes no Caribe, América Central e do Sul.
Porta Aviões Nuclear Jorge Washington.
                 Fonte:https://cristalvox.blogspot.com.br